Junco de Forjães

Esposende

O artesanato das esteiras de Junco na Vila de Forjães, é um dos patrimónios culturais, a nível material e imaterial, mais estimados e queridos pela população local. Apesar de todos os riscos associados aos novos sistemas de produção industrial e à quase perda de mão-de-obra especializada, Forjães manteve sempre uma forte ligação ao artesanato de junco. Esta manutenção fez-se por duas ordens de razão: haver quem tivesse o conhecimento experimentado ao longo de gerações; e, mais recentemente, um novo valor atribuído ao artesanato, como elemento identitário, na sequência de uma nova relação com o património cultural associado às tradições rurais e artesanais, contextualizados agora na oferta patrimonial e turística.

No âmbito do “Programa de Ação para a Sustentabilidade, Crescimento e Competitividade do Turismo em Esposende 2018-2022”, Eixo 3 “Comunidade, Cultura e Criatividade”, e no que se refere ao “Junco de Forjães”, a Câmara Municipal de Esposende têm prevista a realização de três ações: a Formação; a Certificação; a Comunicação.

Relativamente à Formação, a Câmara Municipal de Esposende em parceria com Instituto do Emprego e Formação Profissional I.P. e com a colaboração da Junta de Freguesia de Forjães, estão a promover uma ação de formação intitulada de “Artesanato: Arte do Junco”, com início previsto para a 1.ª semana de março do ano em curso e que decorrerá no Centro Cultural de Forjães.

Mais informações acerca da oferta formativa através de sandra.a.martins@iefp.pt, ou telefone 258248216

Na sequência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento e de Ações tendentes à Certificação dos Produtos Artesanais do Minho (Provere Minho Inovação – PA4), encontra-se em fase de avaliação junto do IEFP, o caderno de especificações decorrente do processo de Certificação do “Junco de Forjães”.

Pretende-se, ainda, com a realização de uma exposição, Comunicar com os diversos públicos a importância deste tipo de artesanato tão característico desta freguesia do concelho de Esposende. Através de vários painéis, com uma linguagem gráfica, informativa e sustentada sobretudo com imagens, deseja-se: enquadrar a atividade no contexto socioeconómico da freguesia; explicar a origem da planta e a forma em que o Junco nasce e se desenvolve; apresentar alguns vultos locais ligados à produção deste tipo de artesanato; as artes e os ofícios do Junco; o ciclo da arte, com as suas diversas fases desde a apanha e transporte até à criação e venda e objetos.

Visite Esposende 2022 © Todos os direitos reservados.
Junco 2